quarta-feira, 30 de setembro de 2009

171 religioso: show de fantoches sob a direção de Pinóquio


O cafumango, sujeito espertalhão, grandes sonhos de poder, desejo de dominação, olha para o mercado e vislumbra que a sua iniciação como trabalhador não será fácil. Primeiro emprego é balela lulista, chupetinha com mel para os que, abaixo da linha de pobreza, desafortunados, tristemente excluídos, se contentam com uma boquinha de R$ 60,00 mensais do bolsa esmola. Afinal, dá pra comprar arroz, feijão, farinha e um bocadinho de rapadura.

Rapaz com pouca idade, mas com muita lábia e rico em imaginação, logo vaticina: desse mato não sai coelho.

Fazer o quê, imagina consigo mesmo. Então lhe vem à mente uma atividade que não demanda grande esforço físico (porque afinal não é trator pra carregar peso): pregador/profeta. Isso mesmo, ele será um pregador. Daqueles com muita verve, contundente, imperativo. Um Rui Barbosa das lides evangélicas.

Ainda no esforço de pensar e tecer seus planos mirabolantes, imagina que esse mister não será difícil. Afinal, prova disso é a performance do apóstolo Valdemiro: nenhum conhecimento bíblico, muita lábia, forte apelo emocional e... pumba! Sucesso.

Deixando os pensamentos fluirem, vai além, viajando pelas brumas esfumaçadas do impossível, e, quase no 'limbo' , encontra o Show man Marco Feliciano: "pregador" de sucesso. É o limite para o seu autoconvencimento. O que será necessário, se indaga. Hummmm... coça a cabeça, cutuca o dente (com o mesmo dedo), olha para o horizonte, olhar perdido, contemplando o nada e então lhe vem uma 'revelação' : aprender, ler livros de autoajuda, fuçar na internet, que tem tudo; decorar os chavões, sonoridade das palavras, entonação de voz, empostação.

Tudo é jeito. Decide que não vai mexer nos cabelos, nada de alisamento, aliás, breguice tem limite. Roupa bem chamativa, basta combinar preto e vermelho, abóbora com azul, amarelo e verde, como aquele do DNA, há instantes citado. Se é pra copiar, que seja no strinks.
É preciso uma unção especial... da galinha não pode, já tem dono, i nclusive com registro em vídeo. Leão de Judá, nome danado de bonito, impactante, mas também já tem proprietária, certamente até com registro em cartório. Poderia até usar, mas sem andar de quatro, porque aí seria plágio completo.

Unção da prosperidade... unção de riqueza... de restauração... unção de Jacó. Acha que por aí a coisa funciona. É bem isso, ao contrário dos demais, que têm uma marca, um chavão que os caracteriza e 'denuncia' , ele terá muitos, inúmeros. Será criativo.

A pregação é coisa de somenos... basta dar uma volta no velho testamento, pega aqui e acolá um ou outro patriarca, pincela Genesis, passa por Crônicas, Juízes; se concentra nas maldições de Deuteronômio, manda ver com Davi e, entre uma e outra pregação muda a ordem das coisas, mas sem sair do lugar, sempe se mantendo em território conhecido.

Nunca ousar o Novo Testamento! Nunca! Esse negócio de graça, jamais! É tiro no pé. O tal do Paulo é atraso de vida: prosa difícil, nada de impacto, pouca possibilidade de subversão. Decididamente não. Fica então estabelecido: nada de evangelhos.

O negócio é maldição hereditária, quebrar tudo, renunciar, pedir perdão aos mortos; dizer que o sujeito pode, que faz e acontece; mandar repetir frases porretas e ao final, expulsar todos os 'coisa ruim' , dando nome pra cada um, que é pra impressionar (não pode esquecer).

Depois de tudo, o término, ápice da apresentação. O grand finale é a cura. Primeiro, olhar pra ver se não tem paralíticos, cegos, doenças assim constatadas, aparentes. O negócio é curar moléstias internas, invisíveis aos olhos (lembrei do Saynt Enxupery).

Traçados os rumos, é de bom alvitre fazer um treino intensivo com os parceiros do G 12. Eles têm muito tempo de estrada. Experiência é tudo nesse 'negócio'...

Eis como nasce um pregador/profeta nos tempos modernos.

12 comentários:

Vanderlea disse...

"Deixem que vão embora porque, se este plano ou este trabalho vem de seres humanos, ele desaparecerá. Mas se vem de Deus, vocês não poderão destruí-lo, pois neste caso estariam lutando contra Deus."Atos 5:38-39 Sábio homem este Gamaliel. Meu irmão há coisas que somente o tempo dirá, uma coisa é certa, precisamos ter muito cuidado ao confrontarmos um pastor. Se ele é um homem usado por Deus ou não, ele próprio vai prestar contas disto ao Pai (I Coríntios 4:5). Até entendo sua preocupação com todos estes modismos e coisas estranhas, mas nada disto pode nos levar a julgarmos um servo de Jesus, seja ele quem for ou tenha feito o que quer que seja. Já vi muitos casos de pessoas que fizeram tal afronta e nem me pergunte onde estão hoje, acho que dá pra fazer uma idéias, não é? Olhemos pra nós e nosso caminhar com Deus.Abraços.

Ricardo Mamedes disse...

Oi Leia. Que prazer estar recebendo você por aqui novamente. Quantos aos "homens de Deus", não , não temo a ira do meu Deus. Não entro nessa de "não toque nos meus ungidos", como elemento aterrorizador para engolir todas as heresias absurdas. Há coisas que se colocam em confronto total com a Palavra e devem ser combatidas com a arma de Deus: a Bíblia, e é o que estou fazendo. Há uma gama de pastores, históricos e pentecostais, que combatem ferrenhamente essa deturpada e demoníaca teologia da prosperidade, que "mata" Deus e anula o sacrifício de Cristo na Cruz. Quantas unções!!! Do riso, da restituição, da galinha (!!!), do leão de judá (as pessoas andando de quatro e rugindo como leão) e tantas outras, apenas para promover o homem, vindas da carne. É triste minha irmã, ver uma igreja séria doutrinariamente como a Batista, ser invadida por tantos absurdos, jogando-se a sua declaração de fé no lixo; ver a Bíblia sendo rasgada; ver Deus sendo rebaixado a "empregado" de falsos profetas. Ter que assistir um culto esdrúxulo, nem um pouco racional, onde as pessoas são sugestionadas a cair na "unção", ministrada por homens, quando sei, pela Bíblia, que a única unção que recebemos é a do Espírito Santo. Não minha irmã, eu não posso aceitar isso passivamente. Nada farei para impedi-los. Mas me permito o direito de expressar o meu descontentamento aqui neste pequeno espaço, pois, não fazê-lo, seria covardia. DE maneira nenhuma estou julgando a pessoa. Estou constatando práticas heréticas terríveis no seio de uma igreja tão séria, como a Batista. Minha cara irmã, há uma cruzada no Brasil, repito, encabeçada por crentes sérios, apologetas, contra esses absurdos!!! Os crentes tem que ser bereanos, examinar a palavra e rechaçar essas práticas, trazidas apenas e tão somente para inchar igrejas com promessas de vitória financeira, triunfalismo, através de absurdos atos proféticos, que promovem o homem e jogam por terra a glória de Deus. E eu não estou confrontando pastor minha irmã, estou contestando práticas anti-bíblicas nefastas no seio da igreja de Cristo. Sim, eles vão responder, isso eu sei. Basta ler Mateus 6:21-23, Malaquias 2:18; Jeremias 2:18-20; Amós 2:4; Gálatas 6:9, dentre tantas. Jamais quero ou servirei "à criatura ao invés do Criador" (RM 1:25). A Bíblia em nenhum momento me diz para ter passividade com as mentiras que desviam o homem de DEus, muito pelo contrário. Unção do espírito, ato profético, determinismo contra Deus, triunfalismo humano (repetir que EU posso), e confissão positiva, têm que ser aceitos passivamente minha irmã? Não seria nossa obrigação tentar coibir, trabalhar contra esses erros doutrinários terríveis? Não, repito, não tenho qualquer medo. Não julgo "servos de Deus", combato heresias, práticas espúrias e que não têm origem na prática sà do Evangelho. Perdão irmà pelo tom de revolta, mas não dá pra não ter diante de uma situação tão absurda. Um grande abraço. Continuaremos com essa conversa. Em Cristo (estou indo pra Igreja - sim, estou indo).

Ricardo Mamedes disse...

Ah, me esqueci ainda da "batalha espiritual" levada ao paroxismo, a caça frenética aos demônios. Exorcismo de demônios em crentes; crentes que têm lindíssimas revelações hoje, pelo profeta, como tendo forte chamado para o evangelho e, na semana seguinte, sendo exorcizados. E as quebras de maldições, o que dizer delas? Será que a obra de Cristo não se completou na cruz? Precisa de ajuda e complemento do profeta? A Bíblia mente, ou é a Palavra inerrante? Acaso as maldições - todas elas - não foram quebradas na cruz (Gl. 3:13)? E as "línguas" não são para ser faladas só quando houver intérprete? Então porque o profeta permeia a sua pregação com "alabaxuria"? A quem edifica? E nem vou discutir sobre lingua estranha (glossolalia)... É verdade, eu tenho, dentre tantos outros, já que sou um pecador miserável, um grande defeito: examino a palavra, exatamente para não aceitar goela abaixo as invencionices e bizarrices dos "profetas". Aliás, não preciso de qualquer outra revelação, além daquela deixada por Cristo e referendada pelo seu sangue na cruz.

Pastoragente disse...

Gostei, Ricardo! Vamos mesmo botar a boca no trombone em defesa da fé. Tenho uma novidade pra esses caras: Unção do óleo fervente...será que eles vão querer???

Durvanir Costa disse...

Ricardo, eu creio que essas bobagens que estamos assistindo hoje só proliferam pelo fato das pessoas desconhecerem a Palavra de Deus,gostam de serem enganadas e manipuladas e estão atrás apenas de coisas que satisfaçam seus interesses, como nos tempos de Jesus, "Só querem pão" Palavra "Nâo" Show "Sim".
Um Abraço.

laudiceia disse...

Ricardo!!!!!!

Boa Noite.
Parabéns !!!

Deus o abençoe sempre.

Abraço.

carla_reitini disse...

A meu amigo/irmão, eu tinha certeza que você não nos decepcionaria, que com tanta inteligencia e conhecimento da palavra as coisas tinham que começar a serem ditas, adorei, e mais uma vez o povo gosta de ouvir o que agrada aos ouvidos e são enganados por que querem porque ainda temos a palavra de Deus para podermos conferir os que mensageiros, pastores, pregadores, evangelistas dizem, é só ler e procurar, parabens.....que Deus te abençoe e te guarde voce e tua familia que sãomuito preciosos pra mim...amo voces. Beijão

sarah disse...

Olá Carla!!! É um prazer enorme receber você aqui nesse pequeno espaço cristão. Não é fácil mesmo lutar contra esses modismos, essas baboseiras neopentecostais que estão assolando as nossas igrejas e destruindo o verdadeiro evangelho de Cristo. Porém creio que Deus, no "Seu" momento, fará o que for devido. Ainda há aqueles que desejam firmemente servir ao Criador ao invés da criatura, e estes serão manifestos por Deus, pois jamais se deixarão conduzir por heresias ou por ventos de doutrinas. Os demais, que Deus tenha piedade deles e os faça se arrepender, voltando à sã doutrina. Embora se autodenominando de "espirituais" (com os seus barulhos, linguas estranhas, profecias humanas, unções, prosperidade, triunfalismo, etc) são apenas carnais. Um grande abraço a todos.

Aos demais que visitaram esse espaço, o meu verdadeiro agradecimento, e que voltem sempre!

Em Cristo.

Ricardo Mamedes disse...

Não é a Sarah, desculpem, sou eu mesmo.

Rosangela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosangela disse...

Olá Ricardo, eu conheço vc, mas vc não vai se lembrar de mim, penso que sua esposa irá lembrar-se.
Louvado seja Deus pela coragem que Ele tem dado a você, de simplismente falar do que está escrito na Bíblia. Hoje infelizmente a Bíblia deixou de ser suficiente para muitos, que resolveram ser cristãos sem Bíblia e sem Jesus, e isto não funciona, por este motivo distorcem a Palavara de Deus para adaptarem à "meia verdade", que é muito pior que uma mentira, pq a meia verdade distorce.A bíblia diz em Efésios 5:1 "Que devemos ser imitadores de Deus como flhos amados".E olha só existe um meio de imitar a Deus:Através de Jesus, fazendo e agindo como Jesus, pela graça de Deus.Como Jesus agia e age? Está escrito na Bíblia, então leiam a palavra de Deus e não serão enganados, se Jesus viesse hj pela primeira vez ao mundo, seria cruxificado por este tipo de evangélico desapegado da Bíblia.Sou convertida a 24 anos,fui criada no espiritismo, por isso rechaço este tipo de pregação e culto, em transe eu ficava quando servia ao diabo e era cavalo dos demônios, hj o Espírito Santo de Deus me quer bem acordada, vigiando e pronta para fazer a vontade de Deus.
Irmã Vanderléia, se nos acomodarmos e aceitarmos tudo sem confrontar com a biblia como faziam os bereanos, aí sim daremos conta a Deus por nossa omissão em não transmitir a Palavra Santa e inerrante de Deus que é a Biblia.
Confronto!Não!Mas aproveitando bem as oportunidades para com fidelidade falar o que está escrito na Biblia, como fez Ricardo, já participei de culto de oração em sua casa, vc ainda não era convertido,agora é graças a Deus.
Em Jesus somos livre para dizer Eu não aceito outro evangelho que esse, Jesus morto e ressuscitado, único mediador entre nós e Deus, quem tem Jeusus tem tudo e pode passar por qualquer coisa!!!!!!!!!!
Há uns 20 anos atrás disse a um amigo, hj pastor no estado de Rondônia, que chegaria o tempo em que quando fizéssemos o que está escrito na Biblia seríamos estranhos para muitos na igreja, penso que este tempo chegou.
Sou salva por Jesus que me tornou livre de todo o mal, perdoando meus pecados, me dando a paz, e o melhor a vida eterna.
Como poderei eu, não pregar de tão grande salvação, cumprindo assim o IDE DE JESUS......
Irmão Ricardo permaneça firme, Deus está contigo.
Abraços.
Ah também conheci sua mãe de quem trago ótimas e boas lembranças, ela estaria orgulhosa de vc.

Ricardo Mamedes disse...

Minha irmã Rosângela, é claro que eu me lembro de você!!! Espero em Deus que você e a sua família estejam gozando de ótima saúde com Ele.
Sim minha irmã, vivemos dias maus, difíceis, onde o Evangelho de Cristo está sendo diariamente deturpado. Uns o fazem simplesmente pela busca de vantagem financeira, para se locupletarem às custas da fé alheia, via da famigerada "teologia da prosperidade". Outros, pela vontade irresistível de aparecer nas igrejas, para serem considerados os "ungidões", os espirituais, adquirindo, com isso, a admiração dos irmãozinhos incautos, sem profundidade bíblica. E outros ainda, pelo poder que adquirem com isso: "impor as mãos e derrubar as pessoas com a unção cai cai, se transformando em "deusinhos", falando em "línguas estranhas" advindas de transe (de onde vêm?) e dando "profetadas" - isso é o que mais gostam! E ainda há aqueles que gostam de tudo isso junto.
Todavia, o Evangelho de Cristo, aquele, simples, não é pregado como deveria. As doutrinas da graça não existem para eles. Não serve porque é simples; eles precisam de show! A gritaria deve prevalecer ao Evangelho de Cristo.
Essas pessoas não conseguem acreditar n'Aquele que não veem (Hebreus 11), precisam materializar 'algo' para acreditarem: seja "cura", seja profecia, sejam "unções"... Na verdade eles, ao contrário do que pregam e querem fazer parecer, são carnais!
Eu quero continuar com a Graça, crendo no sacrifício de Cristo na cruz. Só isso, simplesmente isso.
Minha irmã, muito obrigado pela visita. Volte sempre. Fique com Deus e se mantenha firme no Evangelho, pois a promessa se cumprirá!

Postar um comentário

Serão sempre bem-vindos comentários sérios, respeitosos e que convidem à reflexão. Se é esse o seu intento considere-se aceito.

  ©A VERDADE LIBERTA, O ERRO CONDENA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo