segunda-feira, 21 de junho de 2010

Recomeço


Há um aforismo bem conhecido segundo o qual "depois da tempestade vem a bonança". De fato, sempre depois das lutas e até ao longo delas, Deus guarda os seus, apascentando o rebanho e mantendo-o sob a sua santa proteção (João 6:37,39).


Não é segredo que passei por lutas, juntamente com a minha família, ao combater práticas estranhas que assolaram a igreja onde congregávamos. Práticas advindas do neopentecostalismo: triunfalismo, misticismo, falsa espiritualidade, exibicionismo, tudo "firmado" em outro evangelho, absolutamente contradizente com o Evangelho Bíblico. Todavia, não quero me estender mais neste triste assunto. É passado. Aliás, neste post, quero falar do presente e do futuro!

Em um momento de tristeza e impotência , quase sucumbindo ao desespero e à dor; completamente amargurados, saímos da comunidade onde congregávamos. Era "nossa", porque havia uma longa história de amor por aqueles irmãos e aquela denominação, conforme já demonstrei aqui neste blog outrora (o amor ainda continua pelos irmãos). Porém, fomos forçados a deixá-los, em razão dos desvios que se instalaram naquela igreja por uma liderança sedenta de crescimento e firmada em "experiências místicas".


Buscamos então nos manter firmes, vendo a necessidade de congregar em outro local porque cremos na necessidade de ter comunhão com irmãos, mas onde a Palavra de Deus seja pregada de conformidade com o que está exposto na Bíblia: sem desvios doutrinários, Evangelho simples de Cristo - e Ele crucificado.

Fomos recebidos pelos irmãos da Igreja Presbiteriana do Brasil, sob a liderança do Reverendo Abceil Luiz da Silva Filho. Quanto carinho nos foi demonstrado! Sentimo-nos "abraçados" sem desconfiança por irmãos firmes na fé, sem jamais condicionar a nossa presença em seu meio a explicações cansativas e desgastantes e a justificativas de qualquer gênero. Trataram-nos como irmãos , como iguais. Enxergaram que precisávamos de acolhimento, carinho, amor cristão.

Eis que a dor, a tristeza e amargura foram transformados em transbordante alegria. A cada culto éramos mais e mais "abraçados" por aqueles irmãos. Nada mais havia, se não o contentamento de servir a Deus junto a irmãos sóbrios, participando de um culto racional e firmado exclusivamente na Palavra de Deus, sem buscar a "nova revelação", ou o "agir tremendo"; sem transes, gritarias, unções, cai-cai. Somente a prática do Evangelho de Cristo - este, o único que transforma e vivifica.

Em dois meses de constante participação nos cultos, aprouve a Deus tocar os nossos corações de uma forma calma mas indizível, levando-nos a solicitar a adesão como membros comungantes à Igreja Presbiteriana do Brasil, sob a liderança do Reverendo Abceil Luiz da Silva Filho.

Foi ontem o grande dia! Apenas dois meses nos levaram da tristeza ao mais transbordante contentamento.

O salmista não mentiu ao afirmar que "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" (Salmos 30:5).

Creio que era necessário passar por tudo que passamos, que experimentássemos o que experimentamos, para que, no futuro, tenhamos uma fé imorredoura, exclusivamente firmada na Rocha eterna. O Apóstolo Paulo afirma que "Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28). E eu creio nisso. Sim, o Eterno usa a providência para nos forjar e nos preparar para a vida futura, quando não mais haverá dor e nem sofrimento.

Destarte, necessário salientar que não remanesce qualquer amargura, mágoa ou ressentimento com a antiga denominação e seus líderes. Oramos para que Deus os reconduza à sã doutrina.

Aos irmãos da Igreja Presbiteriana de Araputanga, presbíteros e diáconos, e ao Pastor Abceil Luiz da Silva Filho, o nosso agradecimento. Que Deus os abençoe rica e abundantemente!

Tudo para honra e glória de Deus!


6 comentários:

Jorge Fernandes Isah disse...

Ricardo,

o Senhor é fiel e cuida dos seus, como nem mesmo nós em tempo algum poderíamos cuidar.

Cristo o abençoe, sua esposa e filhas, usando-os na edificação do corpo local, e sendo por eles edificados, no nome santo e bendito do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Que Ele derrame suas infinitas bênçãos sobre vocês e os irmãos de Araputanga.

Grande abraço!

Ricardo Mamedes disse...

Jorge,

Obrigado pelo apoio que você me deu durante esse período. Tenha a certeza que foi de grande ajuda. Continuarei orando por você e pelos seus, especialmente pela conversão deles, desde que seja pela vontade de Deus. O tempo, o momento é exclusivamente Ele quem determinou na eternidade.

Grande abraço, meu amigo e irmão!

Ricardo.

João Carlos disse...

Ricardo, meu querido irmão, graça e paz!

Sei muito bem o que se passou com você e o que está transbordando em seu coraçãoa gora. Passei pelas mesmas situações.

Igreja relativamente sadia, pentecostal "pero no mucho" (digo: sem meninices) e de repente pá!!

Descambou, me senti deslocado, peixe fora d'água, vendo-me obrigado a primeiro tirar satisfações (no bom sentido) com a liderança. Sem resposta de nenhum deles (na verdade fui totalmente ignorado quando questionei o que via/ouvia de púlpito meses antes de sair) limpei a poeira dos pés e fui em frente.

Hoje estou na CBRio, uma benção.

No começo foi meio estranho por não ser pentecostal mas, com o tempo, fui sendo preenchido de uma maneira tão mais poderosa do que na antiga congregação de irmãos.

Deus abençoe a ti e a todos os seus amados!

Um abraço forte.

JC

MINISTÉRIO BATISTA BERÉIA disse...

Graça e paz Ricardo.
É bom saber que Deus os guiou para um bom aprisco e nele vocês encontraram o Bom Pastor. Fico feliz por você e sua família que não se deixaram levar pelo engano, mas buscaram em Deus direção para suas vidas e hoje podem contar com alegria que encontraram. No entanto, espero que a sua antiga comunidade se reencontre com a Verdade e não fique nos modismos que não é o alimento de Cristo.
Que Deus os abençoe nessa nova comunidade.
Fique na Paz!
Pr. Silas

Ricardo Mamedes disse...

João, meu amigo e irmão!

Muito obrigado pela força! Sabe de uma coisa, é muito bom contar com amigos como você e os demais que comentam aqui me dando essa grande força!

Deus sempre cuidará dos seus, eu creio firmemente nisso.

Grande abraço!

Ricardo

Ricardo Mamedes disse...

Pastor Silas,

Muito obrigado pela visita e pelas palavras de conforto.

Eu também estou orando para que todos enxerguem a Verdade e retornem à sã doutrina.

Que Deus ilumine a igreja visível e guie os seus ao aprisco. Certamente guiará.

Grande abraço e volte sempre!

A paz seja contigo!

Ricardo.

Postar um comentário

Serão sempre bem-vindos comentários sérios, respeitosos e que convidem à reflexão. Se é esse o seu intento considere-se aceito.

  ©A VERDADE LIBERTA, O ERRO CONDENA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo