sábado, 2 de abril de 2011

Um (O) evangelho nada "Feliciano"



Não é de hoje que o evangelicalismo vem em um crescendo na tentativa de transformar e deturpar a verdade eterna, ao mesmo tempo em que anuncia um "novo evangelho", aquele que Paulo define como anátema. Há um grupo em franca expansão a pregar este "outro evangelho", que de Evangelho nada tem.

Quando pensamos que já vivenciamos tudo, todas as bizarrices possíveis e imagináveis, eis que nos deparamos com algo inédito. A turba enlouquecida evangelical consegue mais uma vez nos surpreender com o seu novo "astro", o ilustre pastor Marco Feliciano. Aliás, pastor e deputado. Ou melhor, pastor, místico e deputado. Se já conhecíamos a inigualável e inconfundível "verve" do rapaz da chapinha, quando, por exemplo, do lançamento da "unção do galinheiro", passamos a ver agora o seu lado teológico, quando o "doutor" se arvora a dar aulas no twitter.

Não bastasse aquela unção a que me referi em epígrafe, expondo galos e galinhas "incautos" a profetizarem para o "menino da vila tatu" - nomenclatura dada pelo Leonardo do pulpitocristao - somos então abruptamente aquinhoados com a sua profunda veia teológica, quando o "virtuose" se coloca em visibilidade no twitter ao discorrer sobre a maldição de Cam lançada sobre Canaã no episódio da bebedeira de Noé. Com essa premissa, o nobre deputado pastor vinculou o fato à maldição que supostamente recai sobre os africanos desde o alvorecer da nova civilização pós-diluviana. A estultícia do deputado pastor causa espanto. A capacidade de caminhar alegremente rumo ao abismo é única.

Contudo, se a afirmação em si já é de uma ignorância teológica ímpar, maior ainda é a volúpia com que o Marco Feliciano se lança a ofender os seus detratores no twitter, com toda espécie de xingamentos e baixarias, bem a seu gosto e exatamente contrário à mansidão que o verdadeiro Evangelho nos ensina.

E são estes "baluartes" os nossos "representantes". O tal pastor ainda nos "representa" duas vezes, no campo político representativo e no campo "evangélico", o que me faz cada vez mais repudiar esse adjetivo: sou cristão.

Quanto ao erro teológico crasso cometido pelo pastor deputado, me absterei de aqui me pronunciar e indico o ótimo texto da lavra do Reverendo Helder Nozima, colunista do 5calvinistas, explicando todas as idiossincrasias cometidas pelo luminar, através do texto com o tema de "uma teologia infeliciana".

Com profunda tristeza eu e tantos outros cristãos observamos tais acontecimentos e nos sentimos ultrajados, pois de certa forma somos vinculados pelo Evangelho que todos dizemos crer. Somos colocados no mesmo balaio por tantos críticos que têm os evangélicos na conta de aproveitadores - e não sem razão!

Entretanto, a falta de bom senso chega ao paroxismo quando um pastor, ainda que heterodoxo e não-convencional como o Marco Feliciano, passa a proferir xingamentos públicos no twitter - talvez a maior vitrine que se tem hoje, dada a rapidez com que a informação é transmitida e retransmitida.

Eu pelo menos sinto consolação ao lembrar que não somos nós (cristãos) responsáveis por separar o joio do trigo, mas o anjo do Senhor quando da ceifa. Até lá resta-nos conviver com a vergonha diária, colocada nos meios de comunicação de massa por tantos outros luminares do naipe do Feliciano. Enquanto isso, o contraponto é pregar o Evangelho Verdadeiro, já que não somos nós a convencer, mas o Espírito Santo, via da Palavra cortante.

Honra e glória ao Senhor Deus Todo Poderoso!


8 comentários:

LUCIANO disse...

Olá amado!!Paz!

Infelizmente o Infeliciano de novo!, parece que "Leonardo di Caprio" não toma jeito ou faz isso pra continuar aparencendo cada vez mais, me parece que ele gosta te tudo isso, é como você falou por causa desses acontecimentos somos todos jogados no mesmo "baláio", fica até dificil pra gente mesmo tentar reverter certos assuntos como esse com outras pessoas.
Que Deus tenha misericórdia de todos nós.
Fica com Deus meu amigo. abração.

Esli Soares disse...

Lamentável esse episódio, nada mais dá pra dizer...

Adriano Nazareth disse...

Graça e paz! Uai, Ricardo, acho que anteontem vi no seu site uma viagem maravilhosa que você estava prestes a fazer a Rondônia, para um evento de teologia. Você retirou o post? Por quê? Acessei seu blog hoje achando que teria novas informações do Congresso, e que teria um 'gostinho' das mensagens. Abração!

Paulo Brasil disse...

Amado

... e mais virá.

Um abraço

Ricardo Mamedes disse...

Luciano,

É exatamente isso mesmo. Os cristãos verdadeiros são confundidos com gente como ele e colocados no mesmo patamar, o que é extremamente nocivo ao Reino.

Esli,

É mesmo lamentável. Por isso precisamos fazer a diferença.

Abraços.

Ricardo.

Ricardo Mamedes disse...

Adriano, como vai meu irmão?

Embora tendo sido você o único irmão a verificar o meu post, já que nenhum outro fez qualquer comentário, devo esclarecer o que aconteceu. Fiz a inscrição, estava preparado para ir até à véspera, mas no último momento ocorreu um grave erro em um processo de um cliente, que teve o seu dinheiro extraviado para outro feito, o que me forçou a ficar para resolver o problema. Adianto que o problema dele ficou esclarecido e resolvido, mas a minha ida ficou comprometida, razão pela qual retirei o post.

E obrigado por perceber o ocorrido, grande irmão!

Abraços!

Ricardo.

Ricardo Mamedes disse...

Paulo,

Infelizmente, virá muito mais... E cada vez, segundo penso, espelhado nas Escrituras, ficará pior. Confesso que sou mesmo um pessimista em escatologia. No entanto, sou otimista ao considerar que os eleitos permanecerão fiéis.

Grande abraço!

Ricardo.

Adriano Nazareth disse...

Oi, Ricardo, graça e paz! Por aqui,tudo bem. 10 anos como pastor da cidade nova e sendo criticado mais do que nunca. É bom pra nos humilhar um pouco mais. Cara, que dureza, hein? Não pôde participar do congresso. Puxa vida, até entrei na internet pra saber um pouco mais daquele evento. Que pena que você não pôde ir. Mas, nesse momento, devemos nos lembrar de Romanos 8.28. Obrigado pela explicação. Um grande abraço! Ah, assinei no seu blog pra receber as atualizações via e-mail. Assim, fica mais prático. Fica na paz! (João 14.27).

Postar um comentário

Serão sempre bem-vindos comentários sérios, respeitosos e que convidem à reflexão. Se é esse o seu intento considere-se aceito.

  ©A VERDADE LIBERTA, O ERRO CONDENA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo