domingo, 28 de fevereiro de 2010

Unção com óleo e sacrifício de Cristo


"E o vidrinho lá, quietinho a olhar-me debochadamente como que repetindo uma cantiga sarcástica: "- eu estou aqui, eu estou aqui e você não pode comigooo! A minha vontade era ir para o 'corpo-a-corpo' com aquele pequeno e debochado invólucro oleoso de cheiro enjoativo e levemente almiscarado (adocicado), com gana de destruí-lo , transformando-o em pequenos restolhos de vidro e óleo esparramados pelo chão da igreja. Quanto mais eu desviava os olhos tentando fitar a preletora à frente, que alinhavava uma série de conceitos bíblicos (*exatamente sobre avivamento), mais o danadinho me chamava a atenção, como se uma força magnética demoníaca fizesse com que meus olhos se desviassem para ele. Era como uma atração fatal, um ímã: o mal, quando não é acalentado por aqueles que se desviam da Palavra da verdade, tece novas formas de atingir os que dele fogem, nem que seja desviando-lhes a atenção.

- x -


Os irmãos e leitores deste blog devem estar se perguntando do que raios estou falando; que 'vidrinho' é esse que veio a causar tanto descontentamente em mim. Calma que explico. Era um vidrinho de "óleo de unção" (seja lá o que isso signifique) colocado exatamente no pequeno púlpito de acrílico transparente à frente da igreja.

São costumes novos trazidos para uma igreja batista tradicional/histórica, que teimam em se manter, a despeito da comprovação de que não caminham em consonância com a sã doutrina. Outros tantos modismos vieram e se foram, depois de uma árdua luta travada contra o seu incentivador, mas o tal óleo teima em manter a sua nefasta e diabólica presença a fim de diminuir o monumental sacrifício de Cristo na Cruz do calvário, suficiente para salvar tantos que nele creram, ou que virão a crer pela pregação do Evangelho. O óleo passa então a ter um significado especial, maior do que aquEle que por nós se deu em sacrifício justificando-nos diante do pai e nos vivificando enquanto ainda estávamos mortos (Romanos 5:1-3, 3:9-12). O óleo é santo, milagroso, poderoso.

Não satisfeitos com a oferta da graça, homens se levantam contra as verdadeiras ordenanças da Bíblia, retornando a rituais e costumes judaicos da igreja primitiva e ainda deturpando os mesmos costumes, como no exemplo da "unção com óleo", então usada exclusivamente para cura física com o complemento da oração.

O próprio apóstolo Paulo já nos alertava para os desvios que haviam em sua época e tantos outros que haveriam de vir, em Gálatas 1:6 ao asseverar:

"Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos tenho pregado, seja anátema."

Ao tratar dos rituais da antiga aliança e a sua anulação pela lei (neste caso sim), o autor de Hebreus, no capítulo 9:1-10, considera tais rituais agora, com o advento do Cristo, simples ordenanças da carne, sendo que muitos querem manter os costumes antigos , completamente ineficazes na época presente (século I da era cristã!). Não obstante, há os que querem ressuscitar na igreja de hoje a velha aliança, com os seus óleos, as suas tantas unções, os rituais e tudo que remeta à lei mosaica.

...E o óleo lá a me fitar demoradamente, como a desafiar o próprio Cristo, que veio por mim, por nós, pelos nossos tantos pecados.

Ora, o mesmo autor de Hebreus, ainda no capítulo 9, versos 11 e 12, sepultando os costumes e ritos da lei, assim aduz:

"Quando, porém, veio Cristo como sumo sacerdote dos bens já realizados, mediante o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, quer dizer, não desta criação, não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue , entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção".

Bendito seja Cristo, o filho do Deus Altíssimo que nos livrou dos rituais da Lei, das miseráveis unções feitas por mãos de homens, dando-nos eterna e imorredoura redenção por intermédio de cada gota do seu precioso sangue vertido na cruz do calvário!

Todavia, muitos, no afã de diminuir tão grande sacrifício, voltam à antiga aliança e se fazem maiores do que o próprio Cristo. Que sejam anátemas! Assim disse o Apóstolo e as suas palavras ecoam pelos séculos dos séculos.

Queiram ou não os "inovadores" , idealizadores dessa involução, Cristo nos resgatou e não necessita de obras humanas (da carne) para completar o seu sacrifício. Eis que assim se refere o apóstolo Paulo:

"Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: maldito todo aquele que for pendurado em madeiro) (Gálatas 3:13)

...E ele olhando, olhando fixamente, através da transparência âmbar visível através do 'vidrinho'...

Que Deus tenha misericórdia da Sua Igreja, Corpo invisível de Cristo!

7 comentários:

Heitor Alves disse...

Olá Ricardo.

Lendo este post me lembrei de um comentário que ouvi na minha igreja a respeito dessas "involuções". Disseram que o "evangelicalismo superticioso" que estamos presenciando nos trás de volta às sombras do Antigo Testamento, costurando novamente o véu do templo que havia se rasgado.

De fato, estão costurando novamente o véu!!! Estão colocando Cristo de volta ao ventre de Maria, como se Ele ainda não tivesse nascido.

Parece que os blogueiros estão mais "calmos" em seus comentários a artigos polêmicos!!! rsrsrsr Talvez seja por isso que tenho "sumido"!! rsrsrs

Um grande abraço Ricardo!

Esli Soares disse...

Olá Ricardo,

Calma, calma... o vidrinho não é o culpado!(rsrsrs)

Pobre do perfume, acaba sendo o vilão da história...


Nem sei o que dizer, a sua ira é justificável.
Paciêcia, é preciso ter paciência, senão você vai ter um 'treco'.

No mais, fique na Paz...

Ricardo Mamedes disse...

Heitor,

Estão mesmo recosturando o véu, pois assim fica mais fácil para que "apareçam". Sabe como é, basta somente inverter aquele aquela fala do João, o Batista: "que ele diminua, enquanto eu cresço".

É mais ou menos por aí amigão!

Grande abraço e obrigado pela visita.

Que Deus o abençoe.

Ricardo

Ricardo Mamedes disse...

Esli meu camarada!

Que que foi que você sumiu?

Quanto ao "vidrinho", ou, conforme diz o matuto, o "vridim", já começo a me divertir com tanta besteira meu amigo. Estou calmíssimo, até rindo neste exato momento (rsrs). Resolvi a partir de agora fazer humor, pois o próprio Criador deve estar às gargalhadas "lá em cima", rindo e zombando dessa turminha (Salmos 2:4).

Só recordo aquela história de que "a quem muito é dado muito será cobrado". E aí meu coração se entristece de dó deles... Que Deus tenha misericórdia.

Ah, estou indo agora para a igreja, vamos ver se o "vridim" tá por lá (se estiver te conto).

Grande abraço!

Em Cristo,

Ricardo

Esli Soares disse...

Ricardo...

não parei de dar entrevista depois que você postou o meu coméntário... o cachê subiu e minha agenda tá lotada.

Que? falar a verdade? Minha mulher me botou de castigos... hehehe

Sem brincadeiras... estou me graduando em Administração, e voltei as aulas semana passada. Também estou trabalhando na IP Bethesda com jovens e adolencentes e algumas coisas precisam ser feitas: cartas, currículos, relatórios, planejamentos, leituras, etc. O rev. titular é um cara muito legal e, também, muito exigente. A Igreja é nova e está crescendo, por isso, precisa se organiar cada vez mais. Essa semana eu devo começar um grupo de estudo bíblico nas casas.

Tenho um milhão de sonhos e projetos, a cada dia a lista aumenta mais... estou envolvido com um Colégio Presbiteriano daqui e minha mulher começa amanhã a cursar Pedagogia; meu carro continua a me dar um pouco de dor de cabeça, e ainda tem o "Mancha" o meu cachoro que eu tenho que levar para passiar.

Mas ainda tenho muito tempo "livre", talvez eu comece a estagiar, para ganhar uns trocados...

Mas para falr com amigos sempre arrumamos tempo... por isso "oh nóis aqui tra vez"

Na graça do Senhor Jesus,
Abraços

Esli Soares

Amanhecer da Verdade disse...

Interessante o subtópico do seu site "Procurar a verdade sendo absolutamente fiel às Escrituras" gostaria que desses uma olhada no Amanhecerdaverdade@blogspot.com

Ricardo Mamedes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

Serão sempre bem-vindos comentários sérios, respeitosos e que convidem à reflexão. Se é esse o seu intento considere-se aceito.

  ©A VERDADE LIBERTA, O ERRO CONDENA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo