sábado, 27 de novembro de 2010

Sobre o meu desânimo...



Engolfado pelo desânimo eis-me aqui. Não que não tenha o que falar, pois eu tenho, e muito! O texto está definido em minha mente, as palavras são arquivadas, o raciocínio salva-se intacto. E ainda assim, perdura o desânimo, a me impedir de tornar as palavras factuais. A última fase, o colocar as palavras, a efetivação do raciocínio para ultimar o texto é que teima em não acontecer.

É um desânimo sem razão aparente, tal qual a languidez dos preguiçosos contumazes, mas sem rancor e sem dor. A tristeza não acompanha este meu desânimo, não há amargura a "maculá-lo". Posso afirmar que é um desânimo "limpo", quase inocente.

Pode até ser que eu esteja afetado por um conjunto de informações "subliminares", teimando em batucar no meu inconsciente sem que eu saiba, mas sentindo os efeitos colaterais desse registro oculto. Resultado dessa languidez, quase tristeza, pode até ser a observação quieta de mesquinharias que vejo aqui e acolá. Mesmices a se multiplicar nesse rico mundinho virtual; homens que se constroem e se desconstroem em instantes fugidios; personalidades que se aclaram, emergendo sem os disfarces cuidadosamente cultivados... Parece que este meu desânimo me confere a "oportunidade única" de ver as mazelas alheias, ao mesmo tempo em que penso sobre "a trave que recai sobre os meus olhos opacos...

Quantos sepulcros caiados recheados de ossos secos e pútridos! Quanta arrogância , quanto orgulho mal disfarçado! E o meu desânimo a crescer...

Sim, eu também tenho as minhas mazelas, a minha fatia de insensatez. Sou pleno na minha humanidade, mas deixo que os "outros" se preocupem em me (des) qualificar. Certamente que alegremente o fazem!

Como cristão sou pequeno. Na vida, não chego a ser expoente em nada. Mas houve tempo em que eu pensava ser... Melhor agora, que sei não ser. Porque não sendo, posso almejar ser...

Há pessoas que se sentem grandes, agigantadas pela sua própria pretensão; e este olhar torto de si mesmas fazem-nos ainda menores do que são. E eu vejo tudo isso. E o meu desânimo aumenta...

Todavia, sou um cristão, pequeno que seja, mas sou! E sendo, devo amar os meus semelhantes, mesmo os piores, ainda que sejam verdadeiramente grotescos. Sou bom? Sou nada! Que a minha afirmação anterior seja levada a sério! Não quero correr o risco de ser tachado de "bonzinho", ou de vender uma imagem falsa de mim mesmo.

Aqueles que me conhecem, sabem bem como sou: um emaranhado de qualidades e defeitos, assim como a maioria dos meus semelhantes, com exceção daqueles que se querem invulneráveis às misérias e mazelas próprias da humanidade falha, leviana e inconstante. Eu me canso desses tais... são pessoas que não admitem a crítica, por menor que seja. Quero me relacionar com os irmãos pequenos como eu mesmo sou. Eles não me intimidam. Mas, como eu, são também pecadores que encontraram o Redentor , creditando a ele, somente a ele, todo o mérito pela redenção em processo.

Nada tenho mesmo a dizer, caros (poucos) leitores , a não ser, declarar este meu desânimo. Porém, com a esperança imorredoura de que vou seguindo, às vezes firme, outras não; caindo e levantando, mas mantendo a esperança intacta de que Cristo vive em mim. E tudo que sou - mesmo este pouco - sou por intermédio dele.

Honra e glória ao Altíssimo!

11 comentários:

Regina Farias disse...

Ricardo,

Também experimento essa mesma angústia de vez em quando no "mundo virtual". Digo no mundo virtual, porque lendo diariamente inúmeros blogs a gente finda por reter um número maior de informação aqui do que no mundo "lá fora". E se compromete. Afinal são pessoas como a gente. Carentes da mesma misericórdia de Deus.

O que ocorre - e você sabe muito bem disso - é que não temos oportunidade de "conversar" com um grande número de pessoas no cotidiano como temos aqui, além do mais nos sentimos mais à vontade para nos expressarmos escrevendo para uma máquina fria e silenciosa muitas vezes sem imaginar o quanto revelamos a própria alma.

E quem não tem um compromisso sério com o Evangelho, então... Esse é usado pelo adversário de nossas almas. É aí que ele deita e rola usando pessoas para disseminar a dúvida, os questionamentos vãos e até o desânimo em pessoas comprometidas com a Verdade, como você e eu.

Mas veja você, é como eu estava comentando com uma amiga blogueira exatamente sobre isso!

Existem pessoas de todo tipo na blogosfera e precisamos estar muito atentos a isso. Tem gente que tem obsessão pelo mesmo tema, um jeito esnobe de explicar seus comentários, de forma didática mas vazio, sem amor. Até o elogio que faz é sem emoção nenhuma, sem sinceridade de alma.

Gente extremamente narcisista que só quer chamar a atenção, fazendo "diferente" de todo mundo em auto-afirmação adolescente que dá um misto de irritação e pena.

Mas eu repito o que falei pra ela! Não podemos desanimar! Precisamos mesmo rebater com a Palavra, não existe arma mais eficaz, eu creio!

Eu disse pra ela que o adversário fica revoltado porque vê mulheres sendo usadas por Deus para divulgar o Evangelho e então ataca usando pessoas revoltadas, vaidosas intelectualmente, destilando seu veneno retórico através da ironia, da demagogia, dos elogios baratos e brincadeirinha aparentemente boba para semear a dúvida nas mentes dos mais fracos.

Este é o perfil que cabe direitinho na proposta maligna.

Como diz o João Carlos da "Igreja Invisível", eu brinco, tiro onda, escrevo de forma leve, mas não brinco com coisa séria, não me proponho a ficar de bate bola em cima de determinados textos para desviar o foco.

Isso é coisa séria! Não vamos nos render!

Em Nome de Jesus!

Toda a Honra e Toda a Glória somente a Ele!!!

Ricardo Mamedes disse...

Regina,

Você entendeu plenamente o que eu quis dizer com esse quase desabafo. Essa retórica vazia, o narcisismo, esnobismo e tantos outros "ismos" revelam bem a personalidade de muitos por aí.

Compreendo ainda que esse tipo de desabafo que fiz aqui costuma até mesmo assustar amigos próximos, que não entendem o que está acontecendo. Afirmo categoricamente que o que eu disse não se aplica a qualquer blog amigo, tampouco dirigi a um blog especificamente, mas a algumas pessoas que se encaixam nesse perfil e que são facilmente verificáveis.

Sei, entretanto, que há muitos cristãos autênticos na blogosfera, verdadeiramente preocupados em anunciar o Evangelho de Cristo, como você e tantos outros a quem sigo, acompanho e com quem discuto. É certo, porém, que o joio nasce no meio do trigo, sendo muito semelhante àquele. Ao ceifador cabe separá-los no momento oportuno.

Abraços!

Ricardo.

Internautas Cristãos disse...

Olá irmão,

A minha ignorância me impediu de compreender muito bem o teu texto, mas está aí meu apoio e solidariedade.

Precisando, estamos aí.

Em Cristo,

Tiago Vieira

Ricardo Mamedes disse...

Tiago,

Caro irmão, parece que o meu texto/desabafo não ficou muito claro. E nem poderia ficar, pois os sentimentos que nascem no interior das pessoas somente por elas mesmas podem ser compreendidos. Como eu disse à Regina, não é nada de especial, mas apenas uma certa aversão à prepotência de alguns que se querem grandes e que não aceitam a crítica sadia.

Não estou envolvido em qualquer polêmica (desta vez pelo menos - rsrsrs), portanto, este meu "olhar" é geral: dirijo-me a esse tipo de pessoa que ama a crítica "apologética", mas nega-se a aceitar qualquer crítica. E, quando criticadas, desqualificam o adversário, seus argumentos, seus fundamentos, mas sem apresentar qualquer refutação substancial (ad-hominem).

É exatamente esse estado de coisas o causador do meu desânimo. Todavia, é passageiro, logo volto ao velho bom humor de sempre!

Abraços!

Ricardo.

João Carlos disse...

Ricardo, meu amado brother...

Ah se não sei o que você está falando!

Eu sou um dos que mais rasga a alma nesta blogosfera, expondo minhas fragilidades ao mesmo tempo que mostro que só sou o (pouco) que sou por ser Ele que habia em mim.

Assim como você, também estou cansado com aqueles que "batem e saem correndo", apenas para gerar polêmica aos que lêem seus comentários e ficam curiosos em conhecer mais dele.

Em outras palavras: puro marketing pessoal travestido de religiosidade rasteira...

Não estou colocando estes links para fazer uma ponte através do seu blog não, Deus sabe... só quero que você veja que você não está sozinho neste momento. Parece que há um "peso" no coração daqueles que verdadeiramente buscam a Deus em espírito e em verdade.

Olha o que rolou semana passada:

http://superjotablog.blogspot.com/2010/11/todos-os-que-querem-ir-para-o-inferno.html

http://superjotablog.blogspot.com/2010/11/sou-um-imbecil.html

Vais ver que tu não és o único. Eu, a Regina, você, fora muitos outros mais...

Forte abraço!!!!

JC

disse...

Olá Ricardo estive no blog (Leitores da Bíblia) tentei deixar um comentário lá, mas não havia espaço para por as letras pra que fosse publicado o comentário aí desisti. Mas gostei muito do que vi lá. Paz!

Ricardo Mamedes disse...

João, grande "pastor"!

Você está certo sobre o marketing, pois tem muita gente nessa blogosfera cristã louca pra conservar a fama, nem que pra isso tenha que abrir mão da coerência. Eu tento não me estressar, mas quando vejo, cá estou a escrever alguma coisa...

Vou ler seus textos e comentar, aliás, estou em dívida contigo.

Grande abraço meu camarada!

Ricardo.

Ricardo Mamedes disse...

Oi Rô,

Não conseguiu deixar o comentário? Quem sabe era muito grande e teria de ser fragmentado, não seria isso? De qualquer maneira, obrigado pela visita lá e cá. Aquele blog foi instituído exclusivamente para discussão bíblica, em cima de textos escolhidos pelos integrantes. Volte lá e tente novamente, quem sabe dará certo desta vez.

Abraços!

Ricardo.

Tairone disse...

Conheço muito bem o dono dessas "letrinhas". Conheço muito bem os "dias cinzentos" por que eventualmente ele passa... esse texto extrapola os escritos da blogosfera, desagua em um horizonte maior, habitado por pessoas do seu "arraial", que há muito deixaram uma lacuna, cujo vazio só se preenche com um abraço caloroso, incontido e amoroso, que há muito teima em não ser partilhado.

Ricardo Mamedes disse...

Tairone, irmão amado,

Você não pode imaginar o contentamento que sinto em ver um comentário seu aqui neste meu mundinho virtual! Há muito tempo eu tentava fazer com que isso acontecesse, mas o "cara" é difícil de ser arrancado das suas tantas tarefas cotidianas - e reconheço que são muitas! As suas palavras são sempre sábias, o autor delas também, como não poderia ser diferente.

Concordo que desabafos sempre trazem mais do que aparentam, quem sabe alcançando outros arraiais. Quanto ao abraço... querido irmão, ele necessita de quatro braços.

Fique tranquilo, pois estou em completa paz, feliz e bem, pois vislumbro claramente a "outra cidade" e anseio por ela, sabendo que o lugar "está preparado". Nesta "cidade", que ainda resido transitoriamente, tenho uma família maravilhosa ao meu lado: mulher e filhos, capazes de tornar os meus dias sempre belos e iluminados. E irmãos que eu amo verdadeiramente, uns mais especiais, um deles muito sábio, repito... (rsrsrs).

Por fim, é bom saber que o meu irmão querido se preocupa comigo ( tenho absoluta certeza). Esteja certo que a recíproca é verdadeira, pois estamos orando constantemente por você e por sua família.

Abraços calorosos à Margareth e aos meus esforçados sobrinhos Igor e Ingrid.

No amor de Cristo,

Ricardo.

Internautas Cristãos disse...

Meu irmão, posso te falar por experiência própria: Não dê ouvidos a críticas infundadas lançadas pelo inimigo das nossas almas.

No momento, além do confronto com ateus, arminianos, marxistas e militantes gays, nosso ministério IC está sendo alvo de ataques de um pseudo-calvinista inimigo da cruz de Cristo, que além de ser anti-Deus e anti-Lei, deturpa nossa posição e faz uma série de ofensas pessoais.

Mas não desanimamos, pois sabemos que nossa luta é pela glória do SENHOR, e Ele está ao nosso lado e nos fortalece.

Forte abraço.

Postar um comentário

Serão sempre bem-vindos comentários sérios, respeitosos e que convidem à reflexão. Se é esse o seu intento considere-se aceito.

  ©A VERDADE LIBERTA, O ERRO CONDENA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo